Quando o prontuário precisa de tradução

Uma anamnese traz o jeito com que o paciente se expressa e o jeito com que o médico anota

Uma anamnese traz o jeito com que o paciente se expressa e o jeito com que o médico anota

Dizem que o tempo disponível para alguém fazer a redação de um texto influencia em sua qualidade. É uma meia-verdade. Quanto à outra metade, relacionada ao talento, à educação e ao hábito, Blaise Pascal (1623-1662) ironizou: “Eu escrevi esta carta longa porque não tive tempo de fazê-la mais curta”.

Uma anamnese traz o jeito com que o paciente se expressa e o jeito com que o médico anota. Revisões não costumam acontecer para dar melhor sentido à reunião apressada de palavras. Como o tempo é escasso, que, pelo menos, se faça a tecla da vírgula em uma cor chamativa. Isso seria de grande valor.

Há alguns anos, um médico americano publicou pérolas de escrita em prontuários do paciente. Passo algumas delas ao “bioamigo”, em uma tradução livre, que nem sempre permite expressar peculiaridades linguísticas, mas que, creio, não trouxe prejuízo para a apreciação:

1) Quando foi internado, seu coração rápido havia parado e ele se sentia melhor.
2) O paciente sente dor no peito se virar para o lado esquerdo por quase um ano.
3) O paciente refere que sente uma queimação no pênis que vai até o pé.
4) No segundo dia, o joelho estava melhor, e no terceiro dia, tinha desaparecido completamente.
5) A paciente não teve calafrios, mas o marido afirma que ela estava muito quente na cama na noite passada.
6) A paciente está depressiva desde que começou a se consultar comigo, em 1983.
7) O paciente está choroso e gritando constantemente. Ele parece também estar deprimido.
8) Paciente com 69 anos, aparentando má saúde, mentalmente alerta, mas desmemoriado.
9) O paciente recusou uma autópsia.
10) O paciente não tem passado de suicídio.
11) O paciente faleceu de modo corriqueiro.
12) Paciente deixou seus glóbulos brancos em outro hospital.
13) História pregressa irrelevante, apenas ganho de 20 quilos nos últimos três anos.
14) Ele escorregou no gelo e suas pernas aparentemente não seguiram na mesma direção.
15) O paciente teve alta sentindo-se melhor, exceto em relação às queixas da internação.



Categorias:Artigos

Tags:, ,

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.