5 dicas para organizar a mesa do consultório

5 dicas para organizar a mesa do consultório

Imagine estar prestes a iniciar o trabalho e encontrar uma mesa desorganizada, com diversos objetos espalhados. Nesse momento, colocar as coisas em ordem faz o médico perder um tempo precioso de seu dia de trabalho. O que para uns parece mero detalhe pode não ser tão banal assim.

O paciente pode se sentir inseguro ao ser atendido por um médico que não consegue organizar sua própria mesa. Segundo o leader coach João Ricardo Zimmermann, a organização do espaço contribui para a formação de uma opinião positiva. “A impressão que fica é a de um profissional competente e cuidadoso. Isso traz confiança e segurança à pessoa que busca assistência médica”, resume.

Conservar a mesa em ordem é um desafio que deve ser superado diariamente. Para te ajudar nessa missão, confira, a seguir, uma lista com cinco dicas para uma organização rápida e prática.

 

  1. Apenas o necessário

Antes de tudo, é importante definir o que será utilizado no dia a dia do consultório e deixar na mesa apenas o essencial. “Ter muitos objetos em cima da mesa pode ser prejudicial para a manutenção do foco, desviando a atenção do médico para outras coisas menos importantes”, alerta Zimmermann. Tudo que é preciso para que o médico realize seu trabalho deve estar próximo ao profissional, para que ele não desperdice tempo. O que estiver sobrando deve ser guardado em outro lugar.

 

  1. Papéis em ordem

Para que o médico não fique perdido em meio a diversos papéis, como receitas, pedidos de exames e prontuários, a dica é organizar tudo isso em pastas de fácil acesso e, se possível, etiquetadas por tipo de documento e ordem de uso. Assim, os documentos mais importantes não serão perdidos, podendo ser facilmente encontrados.

 

  1. Ornamentação

Estratégias devem ser pensadas para deixar a mesa com um ar mais confortável e convidativo. Mas, atenção! É preciso evitar excessos. Os objetos sobre a mesa devem ser simples e compactos. “Objetos pessoais dão indícios sobre o perfil da pessoa. Se o médico possui porta-retratos com fotos da família, ele provavelmente vai passar uma imagem positiva, de alguém que valoriza as pessoas. Consequentemente, o paciente sente mais segurança em colocar sua vida nas mãos desse médico”, considera Zimmermann.

 

  1. Materiais de divulgação

Cartões de visita, folders e outros papéis publicitários em cima da mesa podem ser uma armadilha para quem quer se organizar. “Existe um local correto para cada coisa. Os cartões de visita podem ficar expostos na mesa, de maneira organizada, para que o paciente possa pegar”, sugere o leader coach. Nesses casos, a melhor opção é coloca-los em um porta-cartões.

 

  1. De olho na tecnologia

O médico que deseja se organizar deve levar em consideração que existem inovações tecnológicas que permitem o aperfeiçoamento muitos processos. Agendas de consultas, calendários e prontuários de papel podem ser substituídos por versões virtuais acessadas pelo computador, tablet e smartphone, por exemplo. “Também é importante contar com softwares de maior confiabilidade disponíveis no mercado, fazer constantes atualizações, estar atento ao backup das informações e ter um computador que traga resultados rápidos, agilizando os processos internos da clínica”, recomenda o especialista.



Categorias:Gestão e Finanças

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.