Modelo da Clínica da Família, no RJ, atrai pacientes com plano de saúde

o diferencial da estratégia em Saúde Familiar é a presença dos agentes comunitários

FOTO: Assessoria de Comunicação social da Secretaria Municipal de Saúde

 

 Reportagem: Luan Sicchierolli

Focada em ações de prevenção, promoção da saúde e no diagnóstico precoce de doenças, a Clínica da Família tem se mostrado um exemplo bem-sucedido de serviço de saúde pública voltado ao atendimento familiar. Apenas entre janeiro de 2009 e setembro de 2016 Saúde da Fa, a cobertura demília cresceu de 3,5% para 56,8%. O resultado tem sido tão positivo que até pacientes com planos de saúde procuram atendimento em uma das 115 clínicas espalhadas pelo município do Rio de Janeiro.

Segundo Tiago Wendel, gerente da unidade Sérgio Vieira de Mello, no Catumbi, o fácil acesso pode ser uma das razões para isso, já que em quase todos os bairros há uma Clínica da Família de referência. O gestor cita, também, o acompanhamento da saúde para além do atendimento, como interconsultas e visitas domiciliares. “No [serviço] particular somente o atendimento é oferecido”, complementa.

De acordo com o gerente Raphael Costa, da Clínica da Família Sergio Nicolau Amin, em Del Castilho, outro diferencial da estratégia em Saúde Familiar é a presença dos agentes comunitários de saúde. “Esses profissionais moram no território da Clínica da Família, o que favorece a relação da comunidade ao redor, além de proporcionar a ida desses agentes aos domicílios para o monitoramento em Saúde” explica.

Para Wendel, no momento do atendimento, é importante considerar as particularidades de cada pessoa, bem como suas crenças e convicções. “A Clínica da Família constitui-se como um espaço de cidadania ao tratar o indivíduo em sua totalidade e não como um ser fragmentado”, afirma.

Costa tem o mesmo posicionamento de Tiago quando o assunto é a atenção ao paciente. “Antes, faltava o profissional conhecer a realidade do paciente e de sua família, para com os quais possui responsabilidade. Faltava conhecer o diagnóstico, não apenas o da doença pela qual o paciente estava acometido, mas também as características sociais, demográficas e epidemiológicas nas quais o indivíduo estava inserido, assim como realizar uma assistência integral” comenta.

A visão do paciente

A aposentada Luiza Helena Carvalho é diabética, hipertensa e realiza tratamento de câncer na rede privada e na Clínica da Família próxima de onde reside. Segundo ela, que frequenta a unidade Maicon Siqueira, localizada na comunidade Asa Branca, em Jacarepaguá, o atendimento é bem diferente daquele que observa no serviço particular. “Até hoje, o atendimento tem sido excelente. O médico é muito atencioso e explica tudo direitinho. Uma funcionária [da clínica] vai ao condomínio onde eu moro para fazer visitas aos pacientes e os exames são entregues na minha casa. Não precisamos ir lá para marcar nada, tudo é agendado pelos agentes que visitam o condomínio. Nas duas vezes em que passei mal e eles estiveram aqui, no dia seguinte o médico veio até minha casa para me atender. Isso você não vê em plano de saúde”, pondera.

Recentemente, Luiza teve uma consulta desmarcada pelo plano de saúde. O atendimento, que demorou dois meses para ser marcado, foi adiado em mais de um mês. Conforme a paciente, na própria farmácia da Clínica da Família, ela consegue os medicamentos dos quais precisa. E mesmo quando um medicamento não está disponível, indicam que ela vá retirá-lo em uma unidade da Farmácia Popular. “Para mim, está sendo excelente e espero que a prefeitura mantenha assim, pois nunca vi um atendimento tão diferenciado”, conta.

Portfólio de serviços oferecidos pela Clínica da Família

 

  • Consultas individuais e coletivas
  • Visita domiciliar
  • Saúde Bucal
  • Vacinação
  • Desenvolvimento das ações de controle da dengue e outros riscos ambientais em saúde
  • Pré-natal e Puerpério
  • Acolhimento mãe-bebê após alta na maternidade
  • Rastreamento de câncer de colo uterino (preventivo) e câncer de mama
  • Raio-x
  • Eletrocardiograma
  • Exames laboratoriais: sangue, urina, fezes e escarro
  • Ultrassonografia
  • Curativos
  • Planejamento familiar
  • Teste do pezinho, teste do reflexo vermelho e da orelhinha
  • Teste rápido de sífilis e HIV
  • Teste rápido de gravidez
  • Programa Academia Carioca
  • Controle do Tabagismo
  • Prevenção, tratamento e acompanhamento das DTS e HIV
  • Acompanhamento de doenças crônicas
  • Identificação, tratamento e acompanhamento da tuberculose
  • Identificação, tratamento e acompanhamento da hanseníase
  • Ações de promoção da saúde e proteção social na comunidade


Categorias:Gestão e Finanças

Tags:, ,

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.