A importância do marketing digital na carreira médica

Modern medical person

O marketing digital já se tornou realidade na carreira médica e não deve ser subestimado

Hoje, o poder do marketing e da comunicação com grupos cada vez maiores foi democratizado, deixando de ser um privilégio das grandes empresas de comunicação e passando esse poder para as mãos de qualquer pessoa com acesso à in­ternet. É a época das redes sociais e blogs.

Sabemos, por exemplo, que pacientes em busca de in­formações sobre o problema de saúde que têm – ou que imaginam ter – buscam informações no Google, antes de procurar por um atendimento médico. Isso tende a crescer.

Os médicos precisam entender que o digital pode ser uma excelente ferramenta na carreira médica para criar valor para o paciente. O objetivo de trabalhar a questão do marketing médico é gerar credibilidade e confiabilidade.

Os instrumentos que temos no digital facilitam essa aproximação, ampliam-na e trazem novas possibilidades para o médico gerar esse valor.

LEIA MAIS: Marketing no consultório com as próprias mãos

Vantagens do marketing digital:

  • Interatividade com o público-alvo, possibilitando in­teração direta por meio de e-mails, redes sociais e sites;
  • Segmentação de seu público-alvo;
  • Produção e veiculação a baixos custos;
  • Controle do volume de visitação do site;
  • Maiores possibilidades de formatos a serem utilizados;
  • Rapidez no recebimento de informações, anúncios e feedback;
  • Valor para o paciente;
  • Gerenciamento do consultório.

Desvantagens do marketing digital:

  • Ausência de pesquisas de mídia: pelo fato de ser no­vidade e, de ainda não ser utilizada há muito tempo, não há pesquisas avançadas sobre o alcance pleno do público-alvo pelo meio digital;
  • Menor alcance de faixas etárias mais avançadas, embo­ra isso também esteja mudando conforme esse público descobre a rede de computadores e suas possibilidades.

LEIA MAIS: Por que o marketing é importante para o médico?

Faça uma análise das suas mídias:

1 – Qual a missão do seu site? Divulgar os serviços? Estabelecer um canal de agendamento de consultas?

2 – Seu site possui muitos efeitos e animações? Não se esqueça que vários efeitos podem não ser vistos em smartphones!

3 – A administração do seu site requer um profissional técnico ou pode ser realizada          por alguém de sua equipe?

4 – Seu site é fácil de navegar? É possível encontrar facilmente o que se procura nele?

5 – Links estão corretamente destacados? Banners possuem links para mais informações?

6 – O site é bastante visitado por seus pacientes?

7 – Seu site promove a interatividade entre clínica e seus visitantes?

Crie sua página no Facebook

Clínicas devem ter fanpage, uma página empresarial, de caráter corporativo, não um perfil pessoal. As mídias sociais, para serem bem usadas em favor da imagem do serviço médico junto aos seus públicos-alvo (pacientes, outros médicos e formadores de opinião), requerem dedi­cação e, de preferência, apoio de um profissional da área (um analista de mídias sociais).

Muitas empresas de pe­queno e de médio porte que desejam obter o maior pro­veito possível de suas presenças nas redes sociais optam por terceirizar esse trabalho, contando com o apoio de uma assessoria de comunicação.

Além disso, as fanpages possibilitam às empresas criar um veículo de comunicação com seus clientes. A ideia é que a “marca” interaja e troque expe­riências sobre suas ações (e não sobre seus sentimentos) com seus públicos.

LEIA MAIS: Investimento no próprio negócio: conhecimento, planejamento e dedicação

Invista em outras mídias digitais

O Facebook não é a única ferramenta digital que merece atenção. Existem outras mídias sociais que devem ser utilizadas para atingir o seu público-alvo e desenvolver uma tática de atração.

Cada uma dessas mídias conta com características específicas e estratégias diferentes, como o Instagram, por exemplo, que atinge um público mais jovem e tem postagens rápidas e dinâmicas.

O blog, por sua vez, ajuda no desenvolvimento e no fluxo de pessoas no site da empresa. Assuntos relacionados à especialidade do médico em questão podem ser favoráveis ao aumento no número de usuários que vão acessar a sua página.

Quando e como publicar?

Nos horários de pico da internet, as possibilidades de atingir seu público aumentam, como nos horários comer­ciais. Mas, clínicas com públicos jovens podem apostar em publicações noturnas. Confira algumas dicas:

– O tipo de postagem deve refletir a clínica e o pú­blico-alvo;

– Não se esqueça de inserir textos e links complemen­tares. Quanto mais conteúdo oferecer, há mais chances de o usuário curtir e compartilhar a sua informação;

– Evite muitas publicações, pois um grande número de postagens tende a fazer com que suas mensagens se percam, mas também não crie grandes intervalos entre suas postagens, para evitar que seu público es­queça a sua clínica (minha sugestão é começar com uma vez ao dia, três vezes por semana);

– Procure aperfeiçoar suas ações conforme as respos­tas do público e não se esqueça de manter um olho nas ações da concorrência.



Categorias:Carreira Médica, Gestão e Finanças, Marketing Médico

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.