Síndrome de burnout em médicos: conheça os principais fatores associados à doença

A síndrome de burnout foi oficializada recentemente, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como uma síndrome crônica, além de ter sido incluída pelo órgão na nova Classificação Internacional de Doenças, previsto para entrar em vigor em 1º de janeiro de 2022. A síndrome é caracterizada por um estado físico, mental e emocional de exaustão extrema e tem como principais consequências o esgotamento de energia, o aumento do distanciamento mental do próprio trabalho e a redução da eficácia profissional.

O portal de notícias médicas Medscape realizou uma pesquisa com 1.838 médicos de 38 especialidades, na qual foram abordados aspectos relevantes da síndrome, como hábitos, crenças, satisfação com o trabalho e o impacto do burnout em todas essas esferas. Com o objetivo de divulgar mais informações sobre uma das doenças que mais afetam a classe médica em todo o mundo, a Revista DOC preparou um infográfico com os principais resultados dessa análise. Confira!

Leia também: Mindfulness na rotina médica https://docacademyblog.com/2019/05/16/mindfulness-na-rotina-medica/

Deixe aqui seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.